Restaurantes, Pousadas e Pizzarias

sábado, 22 de abril de 2017

Força Tática surpreende adolescente do tráfico em Tatuí


    Denúncia informou que pelo Jardim Europa, em Tatuí existia um indivíduo vendendo entorpecente. Após anotar as características do suspeito vendedor de droga uma equipe da Força Tática patrulhou pelo bairro e abordou um suspeito.

   A polícia encontrou com o abordado 6 porções de cocaína e num muro próximo onde ele estava a polícia encontrou mais 14 porções de cocaína. Com o abordado a polícia apreendeu R$ 598,00. 

    Os policiais conduziram para a Delegacia o adolescente D.F. apelidado por "Menor". A autoridade policial apreendeu a materialidade infracional (ato infracional por tráfico de droga artigo 33 da lei 11.343/06) e encaminhou o adolescente ao curador(a) da infância e da juventude. O fato ocorreu sexta-feira à noite, 21/04. 

    Não dá para viver sem notícia

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Investigador sofre "tentativa de homicídio branca" na periferia de Piedade


    O setor de investigação da Polícia Civil de Piedade ouviu informação que o indivíduo Malaquias de Oliveira Pedro de 23 anos, procurado por cometer tráfico de drogas estava homiziado numa residência localizada na Rua Nelson Silva, Vila Amâncio, na periferia de Piedade.

    Sabendo destas informações, os investigadores Rogério e Alessandro dirigiram-se ao citado endereço, à distância puderam observar que no interior da casa havia o indivíduo Malaquias, que a Justiça mandou prendê-lo preventivamente. 

    Os investigadores solicitaram apoio da Guarda Civil Municipal, antes dos guardas  chegarem ao local o indivíduo Malaquias pressentiu que a polícia estaria por perto e tentou fugir pelos fundos da casa, quando tentou sair avistou o investigador Rogério. Malaquias recuou e tentou sair pelo portão. Quando saiu pelo portão o investigador Alessandro identificou-se e ordenou que Malaquias se entregasse. Malaquias correu. 

    O investigador Alessandro correu atrás, adiante Malaquias virou-se rápido e disparou a arma em direção ao policial. O tiro não feriu o policial. Alessandro respondeu com tiros. O criminoso entrou num matagal e fugiu. A polícia não sabe se os tiros feriram o marginal. A tentativa de homicídio branca aconteceu no final da tarde de quinta-feira, 20/04.

    Segredo da credibilidade é ser fiel ao fato

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Operação captura 7 pessoas em Salto de Pirapora

Luiz Carlos

    Na quinta-feira, 20/04, uma operação em Salto de Pirapora capturou sete pessoas procuradas pela Justiça. Dos sete capturados seis deles eram procurados por não pagamento de pensão alimentícia. Sorocaba Notícia (não publica nome nem foto de preso por pensão alimentícia)

    O sétimo indivíduo, Luiz Carlos de Oliveira era procurado por ter sido acusado de cometer violência doméstica. 

    A captura de Luiz Carlos, que mora no Bairro Piraporinha, na zona rural daquele município, ocorreu numa propriedade que cultiva laranja à margem da rodovia João Leme dos Santos entre Sorocaba e Salto de Pirapora. A operação foi realizada por policiais civis apoiados por guardas civis e policiais militares. 

    Aqui a notícia chega chegando

Justiça condena prefeito Joel Haddad e 4 ex-servidores púbicos por prejuízos ao erário


    Em 2005, o prefeito de Salto de Pirapora, Joel David Haddad sancionou a lei municipal 18/2005 que isentou IPTU de imóveis com dimensão superior a 20 mil metros quadrados. 

    Conforme relato da justiça, para aplicar essa lei, o diretor jurídico da Prefeitura na época o advogado Élio Rosa Batista solicitou parecer jurídico que foi produzido pela procuradora do município a advogada Elaine Maria França Takahashi embasando aplicação retroativa de isenção de IPTU de imóveis pertencentes aos familiares do prefeito. 

    Com base no parecer jurídico que permitiu medida de isenção retroativa, o diretor jurídico Élio Rosa determinou para o servidor público, Elesbão Gonçalves Jr excluir dívidas  de IPTU em nome do prefeito Joel Haddad e de familiares do prefeito, o diretor jurídico ainda determinou emissão de certidões negativas de débitos que culminaram em extinção de processos em andamento que cobravam dívidas de IPTU de familiares do prefeito.

    Observando o parecer jurídico permitindo retroatividade da lei de isenção de IPTU, o funcionário público Gedison Luiz Leite acessou o sistema de tributos da municipalidade e bloqueou dívida de IPTU referente um imóvel pertencente a sogra dele. Todos os atos administrativos oriundas da lei de isenção IPTU 18/2005 e o parecer jurídico que permitiu retroatividade na aplicação da lei geraram objeto de representação de ação civil pública formulada pelo ministério público, que iniciou tramitação em 2013 no Fórum de Salto de Pirapora.

    No entendimento da justiça, o prefeito Joel Haddad cometeu crime de improbidade administrativa ao sancionar a lei 18/2005 para beneficiar a si e os familiares dele; entendeu que o prefeito na época determinou emissão de parecer jurídico e certidões negativas de débitos que geraram prejuízo ao erário, por esses atos a justiça ordena Joel David Haddad a ressarcir os cofres públicos com montante de R$ 68.994,86 corrigidos desde 2005 época que esse montante foi excluído do sistema tributário da municipalidade. Pune o então prefeito com suspensão dos  direitos políticos pelo período de 05 anos e multa de duas vezes o subsídio que o prefeito recebia naquela época.

    O então diretor jurídico Élio Rosa está apenado com suspensão dos direitos políticos por 05 anos e multa de cinco vezes o salário que ele recebia na época que ocupava o cargo. De acordo com a justiça, a punição é imposta porque o diretor solicitou expedição de certidões negativas de débitos que resultaram em extinção de processos que cobravam dívidas com a municipalidade e também porque ele determinou exclusão de débitos do sistema tributário. 

    A justiça pune o servidor público Elesbão Gonçalves Jr. com suspensão dos direitos políticos por 05 anos e multa de 03 vezes o salário que ele recebia na época. Segundo entendimento da justiça, Elesbão expediu certidões  negativas de débitos que culminaram em extinção de processos de dívidas na justiça e também porque ele aplicou a lei de isenção de IPTU excluindo do sistema tributário do município dívidas ativas em nome do prefeito e de familiares do prefeito Joel Haddad.

    A então procuradora do município a advogada Elaine Maria França está condenada com suspensão dos direitos políticos por 05 anos e multa de 03 vezes o salário que ela recebia. A punição imposta a Elaine Maria é porque ela produziu o parecer jurídico que originou aplicação retroativa da isenção de IPTU promovendo prejuízos ao erário.

    O funcionário público Gedison Luiz Leite está condenado a pagar multa de um salário que ele recebia naquela época e suspensão de direitos políticos por 03 anos (não pode candidatar-se a cargo eletivo) porque ele aplicou a lei de isenção de IPTU bloqueando dívida referente ao imóvel da sogra dele. As sentenças estão impostas desde o dia 10 de abril de 2017; cabe recurso no Tribunal de Justiça-SP, ou seja os apenados podem recorrer da decisão.

    Segredo da credibilidade é ser fiel ao fato








Quatro pessoas presas por causa do tráfico em Itapetininga


    Policiais da Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes e da Delegacia de Investigações Gerais cumpriram mandado de busca domiciliar em residências no Jardim Brasil, em Itapetininga e apreenderam uma porção de maconha, 314 porções de crack, manuscrito com anotações sobre venda de drogas e R$ 978,00.

    Os responsáveis pelas drogas estão à disposição da Justiça: dois adolescentes de 14 e 16 anos, o jovem V.K.S.C. de 19 anos, quatro vezes apreendido quando era adolescente, e uma mulher de prenome Rose, 38 anos. 

    Todos respondem por tráfico e associação artigo 33 e 35 da lei 11.343/06. Os adolescentes foram encaminhados à Fundação Casa. O jovem foi levado para a cadeia em Piraju e a mulher para a cadeia feminina em Cesário Lange.

    Segredo da credibilidade é ser fiel ao fato

Assalto na lotérica de Alambari


    Dois marginais encapuzados renderam funcionários de uma lotérica no Centro de Alambari e roubaram dinheiro. O crime aconteceu na quarta-feira, 19/04. Eles chegaram de moto, um ladrão empunhando uma arma de fogo.

    Após recolherem o dinheiro eles montaram na motocicleta e fugiram. A Polícia Militar realizou diligência por diversos bairros daquele município, no entanto não localizou os criminosos. O montante de dinheiro roubado não foi revelado pela polícia.

    Não dá para viver sem notícia 

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Record de apreensões de ilícitos em unidades prisionais de São Paulo no fim de semana (15 a 16 abril)

    
Celular Preso ao Corpo do Pombo
    Agentes de segurança penitenciária tiveram trabalho extra no último fim de semana, 15 e 16. Da capital ao interior de São Paulo houveram ao menos 14 tentativas de entrar com entorpecentes e celulares nos presídios. 

    Todas fracassaram graças à vigilância dos funcionários da Secretaria da Administração Penitenciária que, em conjunto com os equipamentos detectores de metais e raio-x, conseguiram descobrir os ilícitos.

    Como de praxe, em todos os casos, os presos que receberiam os itens proibidos são isolados e submetidos a procedimento disciplinar. Os visitantes que são flagrados tentando entrar com ilícitos são automaticamente suspensos do rol de visitas.

                    Pombo 

     No último sábado, 15, um pombo com uma espécie de bolsa, contendo um aparelho telefônico celular. O fato aconteceu na Penitenciária II de Itapetininga, por volta das 16h45, após o término da saída dos visitantes, durante ronda de praxe nas imediações da sub portaria.

                    Maionese


    Também no sábado, foi apreendido no banheiro destinados aos visitantes do Centro de Detenção Provisória de Caraguatatuba, ao lado do vaso sanitário, um pote de maionese contendo um celular, envolto em uma espuma. Infelizmente nesse caso não foi possível identificar a autoria.
  

                   Maconha no sutiã 

    No último domingo, na Penitenciária “Ozias Lúcio dos Santos” de Pacaembu, por volta das 10h55, foi encontrado pelas funcionárias no sutiã de uma visitante uma porção de uma erva verde aparentando ser maconha. Questionada se havia mais algum ilícito ela confessou que havia introduzido em sua vagina um invólucro e o retirou. O embrulho continha um tubo de cola instantânea e 15 metros de fios. Foi acionado a polícia militar que a conduziu para a delegacia local.


                   Pote de bolo

    Domingo, 16, o bolo da Páscoa escondia várias surpresas. Companheira de sentenciado do Centro de Detenção Provisória I de Pinheiros foi surpreendida tentando introduzir 13 invólucros de substância entorpecente supostamente maconha, dois invólucros contendo comprimidos azuis e dois chips para aparelho celular escondidos em pote com bolo.

              Outras apreensões com visitantes

    No CDP de São Bernardo, no sábado, irmã de detento foi surpreendida tentando entrar com  micro aparelho celular, vários chips, alto falantes e fio que estavam em invólucro introduzido na vagina. Ela foi flagrada quando, ao passar pelo pórtico detector de metais, acionou o aparelho.

    Também no sábado, porém em outro extremo do estado, na Penitenciária de Lucélia, três visitantes também foram flagradas tentando entrar com ilícitos nos órgãos genitais – no caso delas, entorpecentes.


    No mesmo dia, na Penitenciária de Assis,companheira de presos da unidade, foi flagrada tentando entrar com um celular escondido na bolsa. O aparelho foi detectado pelo raio-x e ela alegou que a filha de oito anos teria “esquecido” o celular dentro da bolsa. Mesmo assim, foi parar na delegacia.


    Também no sábado, no Centro de Detenção de Capela do Alto, uma visitante foi flagrada portando dentro dos órgãos genitais um aparelho de telefone celular, fone de ouvido para uso do mesmo e fio de cobre possivelmente para carregar a bateria.

    A visitante, companheira de custodiado da unidade, ao ser submetida ao detector de metais acionou-o positivamente. Ao ser questionada em local reservado retirou espontaneamente os ilícitos.

    Na Penitenciária de Andradina, a companheira de um dos sentenciados foi flagrada durante revista tentando entrar com um invólucro contendo uma substância esverdeada "maconha" introduzida nos genitais. 


    No CDP de Ribeirão Preto, durante revista realizada em visitante, filho de preso da unidade, agentes acharam entre o corpo e o elástico da calça (tipo moletom), um aparelho de telefone celular móvel com bateria, um chip e um cartão de memória. Ao ser questionado, o visitante informou que teria esquecido de guardar o aparelho antes de entrar.

    Já no domingo, companheira de preso do CDP II de Osasco foi flagrada tentando entrar com cocaína e maconha, introduzidos na genitália.



    No CDP de Americana, a mãe e a companheira de um preso da unidade acusaram-se mutuamente após terem uma sacola flagrada com ilícito no domingo. A sacola, que seria da mãe do detento, foi submetida a revista mecânica por raio X, para posterior entrega ao filho. Os agentes flagraram no raio-x  um celular e a mãe do detento acusou a nora de ser a dona do aparelho. As duas mulheres foram levadas para a delegacia. 


    Na PI de Sorocaba, também no domingo, a esposa de um dos presos da unidade foi flagrada tentando entrar com três comprimidos supostamente de antigripais e um comprimido de estimulante sexual azul. Os medicamentos estavam embalados em um preservativo.


    Na Penitenciária de Riolândia, no mesmo dia, a companheira de um dos presos da unidade foi flagrada tentando entrar com um celular nas partes íntimas.


    No dia anterior, no CDP da mesma cidade, funcionárias apreenderam maconha com uma visitante, companheira de preso, que também tentou burlar a vigilância escondendo os ilícitos nas partes íntimas.

    Não dá para viver sem notícia